Daqui pra frente

Galera, algumas considerações:
1- Já comentei algumas vezes como as redes sociais são úteis e nocivas, ao mesmo tempo. Aproximam as pessoas, ajudam na distribuição de informações e são boas para negócios. Ao mesmo tempo (e paradoxalmente) graças a logaritmos eficazes demais, criam bolhas, criam ruidos nos debates, ajudam imensamente a propagação de mentira e estão criando relações comerciais que nada têm de democráticas (bom… não sei se dá para reclamar muito disso, afinal, são criadas e mantidas por empresas).
2- Estou aos poucos limpando meu perfil. E deixando de publicar muito de meu conteúdo aqui. Darei preferência ao meu(s) blog(s). Infelizmente, sem divulgação em redes sociais (e mesmo com elas) tornou-se impossível fazer seu site ou blog ser conhecido. Por isso, ainda estarei no Facebook e no Instagram. Mas peço a vocês que visitem e assinem meu blog: zonadowalter.wordpress.com também tenho meu site waltertierno.com.br
3- Também vou continuar com o projeto #Prazer_em, apesar da invasão e roubo no insta. Mas em outra plataforma. Provavelmente no WordPress.
4- Fiquem de olho. Terei novidades. Além da segunda edição de #CiraEOVelho, também estou preparando uma segunda de #Anardeus, já que a tiragem finalmente acabou. Além disso, tenho um livro prontinho que sairá no próximo ano. E também estou trabalhando na quadrinização de Anardeus. E outros projetos bem legais.

Bonitinha

Super bonitinho o discurso em libras da primeira dama.
Sabe quem apresentou a lei que regulamenta a profissão de tradutor de libras?
Maria do Rosario.
Sabe quem é ?
Aquela deputada que o marido da primeira dama disse que só não estuprava por que ela não merecia.
Pois é.
Lei 12.319/10. Procura aí.

Sobre preconceito

Passando pela entrada para o terminal de ônibus do Tatuapé, vi um morador ali da rua dando puxões numa caçamba para lixo reciclado. O que me pareceu: o cara teve um surto e estava tentando derrubar o troço. E conseguindo. Parei e bronqueei, porque se aquilo tudo caisse, atrapalharia muito a vida de quem passa por ali, além de ficar tudo muito perigoso para os ônibus.
Ele parou e me respondeu: “tô arrumando.”
E estava mesmo…
Minha cara deve ter se transformado numa bunda tão grande que nem consegui pedir desculpas.
Minha lição para hoje e que compartilho com vocês:
Aquela hora que você pensa que está imune, todo pimpão e desconstruidão? É quando você age como um paunocu.
Preconceito está enraizado na gente, como vício, não desaparece, só se pode controlar. E vigiar-se. Sempre.