Conselho

Eu sigo meu próprio conselho.
Escritores e escritoras, não se deixem abalar pela crise. Reinventem-se e não tenham receio se sentirem que deram um passo para trás. Sabe por quê? Porque essa sensação de recuo não é real. É apenas seu ego esperneando. Ignore-o.
Abrace a redução. Resgate o básico.
Não menospreze o trabalho de formiguinha. Vá aos eventos pequenos. Comemore conquistar uma leitura de cada vez. Sorria para a venda anã. Goze a independência.
Não se meça pelo que está ao lado. O caminho do outro é dele, não seu. Quem caminha olhando para o lado, acaba tropeçando. E é vergonhoso viver sob a inveja. Mais ainda se o que você invejar for uma mentira. E há muitas mentiras caminhando…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s