Cira – 10 anos

Dia 22 de julho fez exatamente 10 anos que lancei a primeira edição de “Cira e o Velho”.
Aconteceu na livraria Martins Fontes da avenida Paulista.
Cira é uma aventura pela história e pelo folclore brasileiro e marca o início de minha aventura no mercado editorial. É o livro pelo qual mais lutei e luto, até hoje. Porque acredito no potencial de meu trabalho, antes de tudo, e desta obra, em especial. Não obstante, é meu livro mais vendido (sem contar os de colorir, claro, que passaram a casa dos 50 mil).
A trajetória do manuscrito até virar livro está cheia de detalhes e pequenas aventuras, mas a maioria só é interessante para mim e quem esteve por perto. De relevante a destacar:

  • quando procurava uma editora independente com a qual publicar, encontrei um exemplar da Kaori numa livraria e copiei o telefone da Giz, para entrar em contato. Hoje, eu e Giulia Moon somos amigos e editores um do outro (ela editou Anardeus, eu, Flores Mortais).
  • tive que aprender a vender o livro na bienal do livro, abordando as pessoas. Tenho minha opinião sobre isso, mas fica para outro post. Pessoalmente, não sei dizer se melhorei muito minha abordagem. Acho que não. Mas eu me esforço…
    Cira e o Velho já tem uma edição nova. Toda reescrita. Afinal, dez anos fazem diferença no estilo de um escritor. Especialmente os primeiros. Mas essa edição só está disponível na loja da Sisko.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s