Sobre censura em rede social

Sobre o que acredito sobre seu espaço nas redes sociais:
Seu perfil é seu mural. Seu espaço pessoal para se expressar. O tamanho e notoriedade desse mural depende de você e seu conteúdo. E, mesmo quando público (e há formas de mantê-lo privado), é SEU espaço. Por isso, sou reticente em comentar em posts alheios. Embora muitos confundam o espaço para comentários como um lugar de debate, ele só o é quando o dono do mural convida a esse debate.
Eu, assim como não vou ao mural de ninguém debater sem ser convidado, também não gosto que venham ao meu. A não ser que eu convide.
Quem gosta de ficar entrando em posts alheios para fazer isso, geralmente, tem a intenção de se fazer ver. Seja por qual tolo motivo for. Quando eu apago o comentário de alguém em post meu, estou exercendo meu direito a manter meu mural limpo, com a cara que eu quero. Não é censura. Não estou tirando o direito de ninguém de se manifestar. A internet está aí, as redes sociais estão aí… Que vá se manifestar em seu próprio espaço, assim como eu faço.
Quando alguém vem se manifestar, eu apago, e a pessoa considera censura (o que não é), eu já entendo a intenção clara de se fazer ver no mural alheio.
.
Adendo: sempre são bem-vindos os que corrigem dados e informações. Isso ajuda. Todo mundo está sujeito a erros. Mas tem uma diferença brutal entre aquele que vem dizer: “olha, isso aí que você disse não é assim, olha aqui como é…” E aquele que vem discordar subjetivamente. Quem tem um.minimo de bom senso sabe a diferença…

Anúncios

Ninguém é melhor que ninguém

Estamos em um momento histórico importante. Isso é fato. Se, com distanciamento, ocorrem discordâncias quanto a fatos, imagine quando estamos no meio de um momento. Por isso digo que maniqueísmo não é uma boa. Não existe necessariamente uma polarização, como tantos dizem. O que existe é muita e muita gente acreditando que estamos no meio de uma luta do bem contra o mal… e cada um acha, obviamente, que está ao lado do bem. Antes desse momento terminar, todos nós cometeremos erros, diremos coisas tolas, manteremos posições, no mínimo, complexas. E, principalmente, posições e opiniões das quais nos arrependeremos. TODOS NÓS! Por isso, não é de bom senso já sair ofendendo quem discorda de você. Já começar argumento dizendo que quem não concorda é idiota ou burro… Simplesmente, não faça isso. É feio, deselegante, e acrescenta vidro em seu telhado.
.
.
A não ser quando você fala sobre seguidor de Bolsonaro. Aí, a zoação é livre….

Quando for tarde demais

Quando os maluquinhos se misturaram às manifestações pelo impeachment (aqueles que pediam por ditadura militar, os skinheads, os bolsominions), a gente falava, avisava que não era bom aceitar ficar ombro a ombro com gente assim.
Agora, tá ficando cada vez mais difícil controlá-los. Já tem gente dando tiro em ônibus.
Cês acham que tudo bem relativizar porque eles estão atacando gente que vocês “não gostam”. Gente de esquerda. Basta ler um pouquinhozinho sobre história. É assim que começa a merda. Primeiro, agredindo quem você não gosta. Não demora, começam a agredir quem você nem sentia nada. Daqui a pouco, é seu vizinho. Logo depois, se olhar torto, será você.
Não se tolera o intolerante. Aprenda! Ou arque com as consequências.

Só você

Não sei dizer se todo mundo passa ou passará por isso.

Há momentos na vida em que a única pessoa que sobrou para acreditar em você é você mesmo. E só por que as alternativas são poucas e piores.

Se isso te acontecer, e você escolher continuar acreditando em si (há quem desista, talvez a maioria), não guarde rancor de quem te abandonou. Você, no lugar dessas pessoas, teria certamente feito o mesmo. Lembre-se que você mesmo pensou em desistir de você.

Se a sua crença der resultado, se você se reerguer, aceite as pessoas de volta. Claro, pense em que momento elas desistiram de você e como. Mesmo assim, se resistir à tentação de repassar culpa, você verá que a maioria não fez nada de mais.

Somos seres falíveis. Todos. O segredo não está em perdoar. Está em perceber que não há tanto assim a ser perdoado.

Tampando sol com peneira

Eu fico muito impressionado com as pessoas que dizem “não acredito em nada do que falam do Bolsonaro”… Gente! Acorda! Para cada ideia imbecil que atribuem a ele, tem um vídeo ou mais DELE MESMO FALANDO os absurdos!
Cacete… isso é burrice, preguiça mental ou vocês perderam a noção de caráter?

E agora?

O assassinato da vereadora carioca colocou a sociedade brasileira num momento decisivo. Uma mulher, negra, política, mãe, que era atuante na defesa dos direitos humanos e contra os desmandos de agentes “de segurança”, denunciava abusos, era de um partido de esquerda (talvez um dos poucos verdadeiramente de esquerda no Brasil de hoje). Essa mulher foi covardemente assassinada. Não tenho dúvidas sobre a motivação. Você tem? O que precisamos ver é se haverá um desfecho para esse caso. Os responsáveis serão encontrados? Seus motivos, expostos? Se não, acabam-se as dúvidas de quem (des)manda neste país. Só não perceberá quem não quiser…