Cira chora

Por muitos motivos, foi uma ilustração difícil de fazer. Não pela técnica. Pelo conteúdo.
Foram muitos os sentimentos envolvidos. Raiva, frustração, tristeza… cheguei a chorar.
Não usei Cira para fazer propaganda ou divulgação.  Ela é minha personagem. Como tal, um canal de expressão de meus sentimentos, de minha revolta, de meu discurso.
Como eu, Cira chora pelas vidas que estão queimando e se extinguindo, pela ganância de poucos, que são protegidos por mentiras.

Comentário de livro – Escrito nas estrelas?

Catarina, como toda criança, tem aquelas fases de descoberta e tentativa de organizar o mundo dentro de conceitos próprios. Numa dessas fases, ela se interessou por horóscopo, num esforço pueril de entender as pessoas através de rótulos simples. Faz parte do crescimento.
E crescimento é a palavra chave para entender e curtir “Escrito nas estrelas?”
Aione entende e se comunica muito bem com o público alvo do livro: feminino, entre 12 e 25 anos.
Jamais entenda público alvo como restrição. Saber se comunicar com um público específico não hermetifica necessariamente a obra e é, em geral, uma grande vantagem.
“Escrito nas estrelas?” Conta a história de Fernanda, uma jovem de 20 e poucos anos, estagiária de um restaurante, prestes a se formar na faculdade e que acabou de levar um pé na bunda do namorado.
A escolha em contar a história em primeira pessoa é perfeita. Aione descreve muito bem a confusão de sentimentos e o mecanismo de escolhas de sua protagonista, que retrata de forma abrangente seu já mencionado público alvo, sem cair no generalismo.
Fernanda, no começo do livro, inventa um projeto pessoal meio absurdo que visa encontrar um novo amor através de combinação de signos e outras variáveis. Ela se concentra em rapazes de sua cidade natal, Mogi, vizinha da capital paulista.
Utilizando toda a estrutura clássica de comédias românticas, Aione construiu um roteiro que, para leitores e escritores experientes, pode não surpreender na forma, mas talvez e provavelmente o faça no conteúdo. Sua protagonista caminha uma trilha de auto descoberta e empoderamento que pode servir de inspiração a muitas leitoras e leitores. O ponto de interrogação do título tem mais significado do que se imagina à primeira vista.
Algumas situações cômicas têm o timming certo de comédia.
Por que mencionei minha filha no começo do texto? Porque provavelmente a presentearei com um exemplar, em breve. E isso diz muito sobre o que achei da pertinência deste livro.

A versão que li foi a disponível em Kindle. Mas você encontra em papel entrando em contato com a autora.

Na Amazon: https://www.amazon.com.br/dp/B07Q6BTDX9/ref=cm_sw_r_cp_apa_hJntFbRP6245F

A segunda edição de Cira e o Velho

Em comemoração aos nove anos de lançamento, já está disponível a segunda edição de #CiraEOVelho. Nos sites da Amazon, Americanas, Submarino.
Mas também no meu site. Eu te mando o livro com dedicatória exclusiva e marcador de páginas.
Neste livro trabalhei com História e Folclore brasileiros num texto dinâmico, cheio de aventura, humor e drama, de uma forma que vai te emocionar e surpreender.
Cira é filha da bruxa Guaracy e do famoso Cobra Norato. Guerreira, rejeitada pela menina-morte, respeitada pelos da-terra e pelos animais-reis, odiada pelos de além-mar. Uma força livre, cheia de vida e paixão. Cira busca vingança contra o Paulista, o Sertanista. Domingos, o Velho, inimigo de toda uma nação. Nesta segunda edição comemorativa dos nove anos de lançamento, além do novo formato (16x23cm), muitas notas de rodapé, um apêndice da cronologia de Cira, ilustrações inéditas e um conto: A Dama e O Poeta, que foi finalista do prêmio Argos e publicado nos EUA.

Para comprar seu exemplar, basta entrar no site (www.waltertierno.com.br), clicar no botão “loja” e comprar usando cartão ou boleto, pelo PagSeguro.